empresa legislaÇÃo informativos facebook portugues espanhol inglês
licks & machado
 

legislao
Aquisição de Nacionalidade portuguesa dispara

 

 

Aquisição de Nacionalidade portuguesa dispara


A aquisição da nacionalidade portuguesa mais do que quintuplicou entre 2006, ano em que entrou em vigor a nova Lei da Nacionalidade, e 2008, revelam dados divulgados pelo Eurostat, noticia a Lusa.

Segundo o gabinete de estatísticas da União Europeia (Eurostat), 4447 estrangeiros adquiriram a nacionalidade portuguesa em 2006, número que dispara para 22 408 em 2008, não sendo apresentados dados relativos a 2007.

A nova Lei da Nacionalidade em Portugal, que entrou em vigor em Dezembro de 2006, veio facilitar o processo de aquisição de cidadania portuguesa por parte de estrangeiros residentes no país e descendentes de emigrantes portugueses.

Os dados do Eurostat mostram que a aquisição da nacionalidade por estrangeiros está o decrescer na maior parte dos países da UE, enquanto em Portugal registou uma subida acentuada.

França, Reino Unido e Alemanha são os países que mais nacionalidades atribuíram na União Europeia, mas os alemães e os britânicos reduziram entre 2007 e 2008 o número de cidadanias, ao passo que os franceses aumentaram ligeiramente.

O Eurostat indica também que 98 por cento dos estrangeiros que adquiriram a nacionalidade portuguesa são oriundos de países fora da União Europeia.

Os novos portugueses são sobretudo oriundos de Cabo Verde (26,8 por cento), Brasil (18,2 por cento) e Guiné Bissau (12,3 por cento).

Fonte: IOL Digital

contato
MAPA DO SITE
facebook contato enderecos facebook contato mapa do site
links rodapé
© Todos os direitos reservados a Pinto Machado - Desenvolvido por Agencia B5